VISITAS

sábado, 15 de março de 2014

PATOLOGIAS EM CONCRETO ARMADO


1. INTRODUÇÃO
—O processo de realização de uma edificação compreende as fases de projeto, execução e utilização.
—A ocorrência de falhas em uma ou mais dessas fases provoca defeitos que podem comprometer a segurança e a durabilidade do empreendimento.
—O concreto armado requer certos cuidados na sua elaboração, visando otimizar a sua vida útil e desempenho. A correta execução envolve estudo do traço, além da dosagem, manuseio e cura adequados, a manutenção preventiva periódica e a proteção contra agentes agressivos.



2. PRINCIPAIS PATOLOGIAS DAS ESTRUTURAS DE CONCRETO ARMADO
—Deformação estrutural
—Corrosão das armaduras
—Lixiviação de compostos hidratados
—Falta de qualidade e espessura do cobrimento
—Irregularidade geométrica dos elementos de concreto armado
—Segregação do concreto
—Fissuras
3. Deformação Estrutural
—Segundo Sabatine (1998), as estruturas executadas na década de 70 possuíam vão médio de quatro metros, sendo que as atuais o vão médio é de sete metros entre apoios, como consequência as estruturas apresentam maiores deformações.
3.1 Deformação Excessiva em Balanço


image
4. Corrosão das Armaduras
—A corrosão da armadura é um processo eletroquímico que para ocorrer necessita da presença simultânea de umidade e do oxigênio.
—A permeabilidade do concreto, devido à alta relação água/cimento e dosagem inadequada, e a falha na elaboração do projeto estrutural e/ou na execução da obra, quando não garantem os cobrimentos das armaduras normalizados, constituem as principais causas da corrosão das armaduras.

4.1 Corrosão das Armaduras na Base do Pilar
image
-Alta densidade de armadura com cobrimento insuficiente provocando corrosão generalizada e expansão da seção das armaduras com posterior rompimento dos estribos. (Jefferson Maia Lima)
image
image
4.3 Corrosão das Armaduras em Laje

image
- Laje executada sem o mínimo de cobrimento para proteção da armadura que coincidiu com as juntas das fôrmas provocando corrosão generalizada e expansão da seção das armaduras. (José R. S. Pacha)
4.4 Corrosão das Armaduras em Vigas
image
image
5. Lixiviação de compostos hidratados
—A lixiviação é a ação extrativa ou de dissolução que os compostos hidratados da pasta de cimento podem sofrer quando em contato com água, principalmente as puras ou ácidas.
—A lixiviação do hidróxido de cálcio, com a consequente formação do carbonato de cálcio insolúvel são responsáveis pelo aparecimento de eflorescência caracterizada por depósitos de cor branca na superfície do concreto.

5.1 Lixiviação de compostos hidratados
image
image
6. Falta de qualidade e espessura do cobrimento
—A NBR 6118:2003 afirma que a durabilidade das estruturas é altamente dependente da qualidade e as espessura do concreto do cobrimento da armadura.
—Helene (1993) ressalta que a qualidade efetiva do concreto superficial de cobrimento e proteção dependem, também, da adequabilidade da fôrma, do aditivo desmoldante e, principalmente, da cura adequada desta superfície.
image image
7. Irregularidades geométricas dos elementos de concreto armado
—São modificações em relação ao especificado no projeto estrutural e/ou fôrmas, na geometria dos elementos, podendo ocorrer em nível de planeza, esquadro ou nas alterações das dimensões das peças de concreto armado.
—A qualidade da madeira e o cuidado nas execuções das fôrmas e do escoramento podem evitar irregularidades geométricas dos elementos em concreto armado.

7.1 Desaprumo em Pilar
image image
7.2 Embarrigamento de Viga
image
8. Segregação do Concreto
—É a segregação do concreto fresco de tal forma que a sua distribuição deixa de ser uniforme, comprometendo sua compactação, essencial para atingir o potencial máximo de resistência e durabilidade.
Principais Causas:
—Alta densidade de armaduras;
—Condições inadequadas de transporte, lançamento e adensamento do concreto;
—Consistência inadequada.
image
- Ninhos de concretagem no encontro do pilar com a viga, posteriormente
preenchido com tijolo cerâmico. (José R. S. Pacha)
image
- Concreto executado com elevado fator água/cimento, acarretando elevada porosidade do concreto e fissuras de retração.
9. Fissuras
—As fissuras são um dos principais problemas patológicos no que se refere a construções, principalmente de concreto armado. Elas podem se manifestar desde a concretagem até anos ap ós a mesma.
—De acordo com a NBR 6118:2003, as aberturas das fissuras não devem ultrapassar:
à0,2 mm para peças expostas em meio agressivo muito forte (industrial e respingos de maré);
à0,3mm para peças expostas a meio agressivo moderado e forte ( urbano, marinho e industrial);
à0,4mm para peças expostas em meio agressivo fraco (rural e submerso).
—As fissuras são fenômenos próprios e inevitáveis do concreto armado e que podem se manifestar em cada uma das três fases de sua vida:
image
9.2 Causas das Fissuras
—Movimentações térmicas;
—Movimentações higroscópicas;
—Sobrecargas;
—Deformações excessivas da estrutura;
—Recalques de fundação;
—Alterações químicas dos materiais (como a corrosão de armaduras);
—Fogo sobre a estrutura.
9.4 Fissuras Causadas por Recalques das Fundações
—De forma geral, os recalques nos pilares geram fissuras de abertura variável nas vigas ligadas a eles, sendo estas aberturas maiores na parte superior das vigas. As fissuras decorrentes dos recalques dependem da magnitude destes.
—As fissuras por recalque serão ainda mais significativas quando as armaduras forem deficientes ou mesmo quando estas estiverem mal posicionadas no elemento.

9.4 Fissuras Causadas por Recalques das Fundações
image 
9.5 Fissuras Causadas por Corrosão da Armadura
—As fissuras causadas pela corrosão da armadura tendem a aparecer ao longo das barras em processo de oxidação.
—O emprego de cobrimento adequado e um concreto compacto dificultam o processo de corrosão das armaduras, e, por conseguinte, amenizam (ou mesmo impedem) o problema da fissuração causada pela oxidação da armadura.

image
9.6 Fissuras Devidas às Cargas Estruturais
9.6.1)- Tração
—As fissuras causadas por esforços de tração são, em geral, ortogonais à direção do esforço e atravessam toda a seção. O material concreto é muito suscetível a esse tipo de fissura, pois a resistência à tração deste material é muito pequena.
image 9.6.2)- Compressão
—As fissuras causadas por esforços de compressão são, em geral, paralelas a direção do esforço. Quando o concreto é muito heterogêneo, as fissuras podem cortar-se segundo ângulos agudos. As fissuras devidas ao esforço de compressão se fazem visíveis com esforços inferiores ao de ruptura, e aumentam de forma contínua.
image
9.6.3)- Flexão
—Elas começam no bordo tracionado das peças e avançam em direção à linha neutra. Este tipo de fissura tem abertura variável: são mais abertas no bordo tracionado da seção e vão diminuindo de abertura à medida que chegam perto da linha neutra.
image

9.6.4)- Força Cortante
—As fissuras causadas por esforço cortante são, em geral, inclinadas (entre 30° e 45°,aproximadamente), atravessam toda a peça, e são localizadas próximas aos apoios dos elementos (regiões de força cortante grande).

image
9.7 Estados Excessivos de Fissuração
image
10. Conclusão
—A maioria das patologias em edificações ocorrem em consequencia de falhas de execução e pela falta de controle de uma qualidade eficaz.
—Para melhorar os resultados é importante que os construtores invistam no treinamento dos operários, propiciando melhores condições de trabalho e também no aprimoramento dos profissionais, especialmente nas áreas das patologias.

Autoras;
Andréia Dias de Oliveira
Marina De Sá Hora Santos

Outros posts;
Postar um comentário