VISITAS

Mostrando postagens com marcador hidrorepelente. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador hidrorepelente. Mostrar todas as postagens

terça-feira, 3 de dezembro de 2013

Proteção contra mofo para tijolos e pedras aparentes







Um cliente dono de uma residência muito luxuosa aqui em Manaus estava passando por serias dificuldades em arrumar o produto ideal para seu paredão todo construído em pedras, ele sabia que com o passar do tempo a chuva e a umidade fariam aparecer mofo, fungos sem falar que a aparência do imóvel com o tempo não ficaria agradável

Solução

Hidrorepelente a base de silano siloxano que cria uma barreira contra água na superfície de pedras, tijolos e concreto aparente, muito prático e fácil de manusear pode ser aplicado com rolo, broxa ou pulverizador.

Para quem possui esse tipo de imóvel ou construtoras que pretendem conservar a aparência das pedras, tijolos ou do próprio concreto essa e uma boa dica.

segunda-feira, 25 de novembro de 2013

Silano e Siloxano

O que é?
hidrorepelente (???) produto apropriado para proteção de concreto aparente e pedras ornamentais entre outros, sabe aqueles fungos que aparecem no seu muro revestido com pedras ou estruras com o concreto sujeito as acões do tempo, poise esse tipo de produto protege e mantem a beleza do seu imovél

propriedades citadas por alguns fabricantes:


• Impermeabilização, para evitar a penetração de água e/ou agentes agressivos
• Minimiza ou evita a deposição e incrustação de partículas em suspensão
• Maior durabilidade da fachada frente à agressividade do meio ambiente que a envolve
• Permitir um acabamento estético adequado e agradável, interferindo o mínimo possível no aspecto final e na textura do acabamento
• Boa resistência à foto-decomposição
• Minimiza o desenvolvimento de microorganismos
• Possibilitar manutenções periódicas e de custo baixo
• Alterar o mínimo possível o aspecto da fachada ao longo do tempo
o produto possui baixa viscosidade que permite penetrar na porosidade do substrato, alterando as características de absorção capilar, pela alteração do ângulo de contato entre a parede do capilar e a superfície da água, por alteração da tensão superficial do capilar, impedindo assim a penetração de água.


Mas existem alguns contras, veja o que diz esse artigo tecnico da protecto
_____________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________


ARTIGO TÉCNICO

Hidro-repelentes - se parecem tão iguais, por que há os que custam tão diferente?
autor:Carlos Sider
engenheiro e administrador de empresas, com mais de 25 anos de experiência no ramo de tintas e produtos químicos para construção, tendo sido Diretor de diversas empresas fabricantes. É hoje diretor da Magna/Protecto

O nome já diz tudo. Hidrorepelente é um produto que, aplicado a uma determinada superfície, torna-a repelente à água. Simples, não?

Simples até demais. Complicado é entender o que o fabricante escreve lá atrás da embalagem, em letras míudas. E mesmo para os que se dão ao trabalho de ler, quando se deparam com algo do tipo: "
produto a base de siloxano oligomérico veiculado em meio orgânico", obviamente desistem. Químico é um bicho chato. Palavra de químico.
A verdade é que há no mercado um grande número de produtos que se propõem a funcionar como hidro-repelentes. Usualmente oferecidos para impermeabilizar paredes de tijolo aparente, como na figurinha ao lado aqui. Mas podem ser usados para tratar pedras, tijolos, qualquer superfície.

A maior parte dos fabricantes e vendedores adora fazer um teste em geral infalível. Pegam um tijolo de barro, previamente tratado com hidrorepelente (pode ser qualquer um). Depois de seco, ninguém consegue distinguir que parte foi tratada, que parte não; parece realmente tudo igual. Mas vestem a fantasia de mágicos, e na frente do cliente (geralmente leigo), mergulham o tijolo em água. É batata: a parte tratada sai da água sequinha de tudo, deixando escorrer a água; a parte não tratada fica encharcada feito uma esponja. O cliente fica impressionado, e diz que leva o produto.

Mas não passa de conversa de vendedor. Este teste funciona com os piores e com os melhores hidro-repelentes. É um teste que ilustra o que faz um hidro-repelente, mas está longe de ser fator para decidir entre um produto e outro. Por que?

Vamos a uma
explicação histórica.

Era uma vez, lá pelos
anos 50, uns caras que resolveram dispersar silicone em água, resultando em um negócio chamado siliconato. O produto era realmente hidro-repelente (passaria perfeitamente no teste do tijolo). Mas era muito sensível a alcalinidade (tudo o que tem cimento e cal é alcalino), e rapidamente provocava manchas brancas que deixavam a dona de casa doida da vida, querendo matar o vendedor que lhe fez o teste do tijolo.

Por conta disso, os fabricantes espertos sacaram, lá pela
década de 60, que era melhor pegar o mesmo silicone, ou melhor, a resina desilicone e dissolvê-la em solvente (querosene ou aguarraz). Também era hidro-repelente, passava no teste do tijolo, mas era resistente a alcalinidade e não provocava as tais manchas. Dê uma volta pelas lojas mais próximas e você vai ver um monte de produtos que são exatamente o nosso tremendão dos anos 60. São os mais baratos. Só tem uma coisa ruim: não penetram bem no tijolo ou na parede. Ficam na superfície e não duram muito por lá (são mecanicamente retirados, seja pela abrasão, volatilização, ou mesmo a água que tanto repelem).

(aqui um comentário: sei que alguns vão dizer que isso é bestice, que já aplicaram o tal produto e viram com os próprios olhos que não há quantidade que chegue, pois tijolo "chupa" o hidrorepelente. É verdade! Aplique quantas demãos quiser, e o tijolo continuará "chupando"
"o solvente". O silicone fica nos poros da superfície)

Indo em frente, lá pelos
anos 70, mesmo com a incansável presença do tremendão dos anos 60, apareceu uma variante do silicone: o silano disperso em solvente. Penetrava como um doido nosn poros da superfície, mas era muito volátil.

Sequencia normal do desenvolvimento, surgiu, creio que no final dos
anos 80, o silano/siloxano oligomérico, também disperso em solvente. Elevada penetração aliada a pouca volatilidade. De la para cá não foi inventado nada melhor em eficiência e com custos acessíveis.
O que se vê pelo mercado hoje em dia? O tremendão dos anos 60 e o nosso amigo dos anos 80, que custa cerca de 30 a 40% mais que o seu concorrente.

Qual a
diferença entre os dois? Nos primeiros 6 meses nenhuma. Mas o tremendão precisa ser re-aplicado depois disso. Em média, em condições normais, falamos de umas 3 ou 4 aplicações do tremendão para uma do siloxano oligomérico. Embora custe mais caro, fica óbvio que é mais interessante aplicar o produto melhor.

segunda-feira, 28 de fevereiro de 2011

Acquella – hidrorepelente para fachadas

 

Como impermeabilizar tijolos, tijolinhos, pedras sem que se perda a aparência original? A Vedacit tem o produto ideal para quem precisa resolver este problema, você impermeabiliza suas pedras protege contra a ação do tempo sem perder a estética, conheça o produto Acquella.

image

ACQÜELLA torna as superfícies minerais repelentes à água, impedindo assim a penetração de umidade.

Não dá brilho nem modifica a aparência dos materiais.

Evita eflorescências, manchas e o escurecimento do rejuntamento.

ACQÜELLA reduz o ângulo de tensão superficial entre a gota de água e a superfície, impedindo assim a penetração de água na porosidade do substrato. Evita também seus efeitos negativos como: umidade interna, mofo, fungos etc., além de aumentar assim, a vida útil da estrutura. Como o ACQUELLA não forma filme selador, facilita a "respiração" e secagem do substrato, pois permite a passagem de água em forma de vapor, do interior da área aplicada para o meio ambiente. Resiste à radiação ultra-violeta.

Devido ao tipo de silicone utilizado (silano siloxano) ACQUELLA possui alto poder de penetração em diversos substratos, possibilitando assim, proteção em uma camada mais profunda e consequentemente maior durabilidade.

Campos de Aplicação

- Tijolo à vista.

- Cerâmica porosa.

- Concreto aparente.

- Fachada de pedras rejuntadas.

- Telha cerâmica.

Preparo do substrato

Aplicar ACQÜELLA sobre uma superfície perfeitamente limpa, seca, porosa e isenta de pintura.

A superfície não pode apresentar irregularidades como orifícios, fissuras, trincas e substrato desagregando.

Aplicação

Aplicar ACQÜELLA em 2 demãos fartas, com trincha ou pulverizador de baixa pressão, deixando inclusive o produto escorrer. Depois da aplicação de ACQÜELLA, o produto requer, no mínimo, 6 horas de tempo estável para secar.

Nas telhas, obtem-se proteção extra, mergulhando a peça (telha) dentro do produto.

quarta-feira, 30 de junho de 2010

Hidrorrepelente incolor

tijoli

Para atender a uma forte tendência entre arquitetos, decoradores e consumidores exigentes, que priorizam a aplicação de revestimentos em tijolo aparente e pedras, a Denver Impermeabilizantes lança o hidrorrepelente incolor Denver Tijolinho.
O produto foi especialmente desenvolvido para proteger a superfície de fachadas, muros, revestimentos em argamassa, pedras naturais, tijolos aparentes, blocos de concreto, concreto aparente, telhas, cimento amianto, entre outros.
Denver Tijolinho protege materiais de acabamento e revestimentos rústicos, impedindo a infiltração de água e agentes agressivos através das superfícies. Porém, sua aplicação não altera a aparência e textura dos materiais. Resistente, ecologicamente correto por ser disperso em água, é composto por silano-siloxano (resina especial da família dos silicones), já vem pronto para uso.
Denver Tijolinho e seus benefícios
Denver Tijolinho não possui cheiro forte, tem maior durabilidade e capacidade de penetração entre os poros, pode ser aplicado em revestimentos lisos ou rugosos, ou em superfícies com pequena umidade residual, preservando a mesma qualidade dos materiais.
É fácil de aplicar, oferece secagem rápida e por não formar película sobre o revestimento, mantém os poros da superfície abertos, possibilitando a saída de umidade e vapor d’água do interior das superfícies tratadas.

☻☻☻☻☻

image

Avenida das Torres será entregue nesta terça

Após três anos de construção e o investimento da ordem de R$ 48,2 milhões, a Avenida Governador José Lindoso (antiga Avenida das Torres), localizada entre os bairros Aleixo e Coroado, nas zonas Sul e Leste e a Cidade Nova, na zona Norte, será inaugurada nesta terça-feira (29). A avenida será completamente liberada às 18h.
A obra foi iniciada em 2007 e tinha previsão para ser concluída em agosto de 2008. A avenida recebeu o nome do ex-governador José Lindoso em homenagem póstuma ao destaque do político no Amazonas.
O novo sistema viário servirá como corredor de integração das zonas Norte, Leste e Centro-sul de Manaus. A avenida também será um caminho alternativo a Torquato Tapajós e Efigênio Sales, vias que já enfrentam saturação de tráfego. Além de facilitar o acesso entre o Distrito Industrial e o Aeroporto Internacional Eduardo Gomes.
A Avenida das Torres possui 6.300 metros de extensão, com três pistas de cada lado e passa a ser o maior eixo viário construído em Manaus nos últimos dez anos.
Parte da Avenida já estava sendo utilizada pela população apenas em um sentido. A partir desta terça-feira os condutores que desejam se deslocar da Cidade Nova para o Coroado devem utilizar o trecho que estava interditado. (FM)
Fonte: Portal Amazônia